Se essa rua fosse mina

26-10-2018

 SE ESSA RUA FOSSE MINA A exposição SE ESSA RUA FOSSE MINA: Mulheres e Hip-Hop no Distrito Federal, da turma de Museologia e Comunicação 04, do segundo semestre de 2018, apresentou as mulheres do Hip-Hop do Distrito Federal, através dos cinco elementos que compõe o movimento: MCs, Grafite, DJ’s, Streetdance e o Conhecimento, dialogando com suas trajetórias de vida através da arte que produzem, trazendo a tona um debate acerca da desconstrução de estigmas impostos sobre grupos sociais específicos, como as mulheres negras de periferia. Resultado de um trabalho em conjunto, a exposição é composta de depoimentos e acervos pessoais disponibilizados pelas próprias artistas, além de ações educativas com a participação de algumas dessas mulheres que incluem rodas de conversas, oficinas e apresentações (como as batalhas de rima). A exposição SE ESSA RUA FOSSE MINA tem como objetivo geral dar visibilidade às artistas do Hip-Hop no Distrito Federal, através da luta e resistência expressa na arte que produzem. O objetivo específico é possibilitar um debate acerca do racismo e sexismo vivenciados por essas mulheres no meio artístico e na sociedade da qual fazem parte. Ao trazer esse debate pretendemos fortalecer também a sensação identitária representativa dessas mulheres no meio acadêmico e nas exposições museológicas. Metodologia:  A exposição temporária foi realizada no espaço da Fau, com recursos limitados, suportes expográficos de baixo custo e foco no imaterial, com apoio de diferentes elementos como: iluminação, cores, sonorização e audiovisuais, criando um espaço inclusivo, capaz de comunicar, acolher e transmitir conhecimento ao público alvo de maneira fluida. O discurso foi realizado com apoio de diversos momentos de interação do público com a exposição, tendo as informações dispostas de acordo com uma linguagem acessível e objetiva que ao mesmo tempo possa provocar os questionamentos necessários à narrativa expográfica, levando o visitante a conhecer mais profundamente a vida e a arte das mulheres no Movimento Hip-Hop. Baseada em princípios ligados às teorias da Museologia Social, trabalhando em conjunto com as agentes sociais representantes do movimento Hip-Hop, a exposição buscou uma transformação de pensamentos e discursos, através da cooperação mútua entre instituição e sociedade, ou grupo social, permitindo a aproximação da equipe curadora com esse grupo. Resultados: (após a exposição) Local:... Leia Mais